Elogio é bom, crítica é ruim

Por Josiane Souza

Elogio é bom? Crítica é ruim? Quando que uma ou outra é favorável ou não? Qual deles é o melhor para o desenvolvimento da carreira de um profissional? Na realidade, tanto um quanto o outro são importantes. O segredo é reconhecer e reagir de maneira correta diante de um elogio ou de uma crítica, pois eles são facas de dois gumes.

Tanto o elogio quanto a crítica são aprendizados árduos, visto que para chegar ao equilíbrio é necessário deixar a razão falar mais alto que a emoção.

Juntos, vamos avaliar as duas situações sob os aspectos negativos e positivos. Logo após, deixarei algumas dicas para serem praticadas diariamente, como um treinamento numa academia!

Os aspectos negativos do elogio são o aumento, em demasia, do ego do elogiado com conseqüências em seu relacionamento interpessoal e o risco de acomodação técnica, pois ele pode pensar já saber tudo. Por outro lado ele é positivo no sentido de ter havido o reconhecimento dos colegas, superiores ou subordinados pelo trabalho realizado.

Os aspectos negativos da crítica são os seguintes:

  • Falta de desenvolvimento profissional em decorrência da resistência ao feedback recebido.
  • Ser facilmente manipulado pelos outros por reagir sempre a provocações, caindo em descredibilidade.
  • Abatimento, desmotivação por causa das opiniões ou censuras que os outros fizeram.
  • Doenças psicossomáticas.
  • Desligamento da empresa por problemas de relacionamento interpessoal.

As vantagens de se aceitar e ouvir as críticas recebidas são o desenvolvimento profissional e o atingimento do equilíbrio emocional. Ouvir é uma das habilidades dos profissionais na era do conhecimento.

Vamos então as dicas:

Como receber um elogio?

  • Em primeiro lugar, para que recusá-lo? Aceite o elogiomesmo que tenha havido sorte ou apoio de várias pessoas. Você esteve envolvido e é visto por quem te cumprimenta como sendo merecedor do comentário.
  • Seja grato, o elogio é como um presente. Você não recusaria o presente dado por um amigo!
  • Não seja pessimista, se você recebeu elogios pelo andamento de um determinado projeto não responda dizendo que falhas podem acontecer. Na oportunidade, esclareça os desafios do projeto e tome cuidado para não causar a impressão que quem elogiou está mal informado.
  • Reconheça sua contribuição, mesmo que de forma parcial. Aliás, faça o reconhecimento dos méritos dos membros da equipe! Mas não diga que eles merecem “todo” o crédito.
  • Retribua. Torne visível que você aprecia o ato. Ofereça de volta um cumprimento a quem o elogiou, desde que não pareça falso.

Como receber uma crítica?

  1. A primeira reação do criticado, geralmente, é emocional e não racional. Então não tenha medo de receber uma crítica. 
  2. Perceba se de fato está sendo alvo de uma crítica ou de uma afirmação meramente opinativa de alguém. Se constatar ser, realmente, uma crítica verifique se ela tem ou não razão de existir.
  3. Veja a crítica negativa como um ponto a desenvolver. É a melhor forma de receber um feedback, mesmo que seja feito de forma inadequada ou no momento não oportuno.
  4. Agradeça, mesmo que a intenção do outro seja ofender e magoar. O agradecimento pode ser uma boa resposta inicial. A longo prazo, você será cada vez mais bem-sucedido no aspecto em que está sendo criticado.
  5. Aproveite ao máximo cada relato, cada afirmação, cada declaração favorável ou depreciativa para se desenvolver e triunfar na próxima vez.

Como fazer uma critica positiva?

  • Dê uma sugestão. Ela pode ser encarada como algo positivo, deixando o criticado mais receptivo às suas ponderações a respeito do desempenho dele.
  • Seja positivo. Na maioria dos casos, críticas são negativas. Partindo disso, você acaba prejudicando a conversa, pois já ataca a pessoa e ela não vai considerar o que você está falando. Por exemplo: o seu material gráfico ficou ótimo, limpo e objetivo! Que tal uma cor um pouco mais forte?!
  • Seja específico. É fácil fazer uma crítica vaga, como “você escreve mal”, em vez de dizer à pessoa que ela precisa trabalhar concordância verbal.
  • Seja gentil. É muito importante que você seja gentil em suas sugestões. Já é difícil aceitar críticas, ainda mais se elas forem expostas de maneira grosseira.
  • Relacione com as ações. Nunca critique a pessoa, critique as ações realizadas por ela. E quando você estiver fazendo uma sugestão, faça sobre ação e não sobre pessoa.

Não deixe esse dever de casa para depois, comece a treinar agora mesmo e sucesso!

Josiane Souza é consultora em Gestão Estratégica com Pessoas, palestrante, professora de Marketing Pessoal e Oratória. Diretora Executiva da Assessoria Organizacional.

Sites: www.assessoriaorganizacional.com.br ou http://josiane-ao.blogspot.com

E-mail: assessoriaorganizacional@gmail.com